BioVisitas

Contador free

Bem vindo ao BioBlog !!!

Bem vindo ao nosso blog, aqui focaremos em tudo relacionado a certos tipos de invertebrados.

Tentaremos proporcionar a vocês atualizações constantes para se manterem informados sobre os mais primitivos seres e seus filos.

Aproveitem !

Curiosidades

3 Biocomentários

Se você não gosta de ver coisas levemente "nojentas" recomendamos que pule esta parte e passe para a parte de poríferos. Bom, então não diga que não avisamos:

Doenças causadas pelos parasitas:

Alguns dos vermes platelmintos são parasitas humanos, são eles o esquistossomo e a tênia. Estes animais parasitam no intestino do homem, provocando doenças, são elas a esquistossomose e a teníase. Vamos ver um pouco sobre elas?

Esquistossomose:

Mais conhecida como barriga d’água, esta doença é causada pela infestação do esquistossomo (Schistosoma mansoni ). Como já explicado resumidamente antes, o ovo liberado eclode, e cada larva ciliada chamada miracídio nada (as pessoas geralmente pegam a doença em rios e lagos contaminados) durante um dia inteiro até encontrar o caramujo, seu hospedeiro inicial. A larva fixa-se no molusco, perfura sua pele e, durante 20 dias a um mês ela evolui para centenas e milhares de cercarias, as verdadeiras larvas que atacam nosso corpo. Posteriormente, estas abandonam o corpo do caramujo e ficam livres na água.



As cercarias têm glândulas que secretam enzimas capazes de perfurar a pele humana. Transformam-se em esquistossômulos que alojam-se nos vasos do sistema porta-hepático e nas veias do intestino(acreditem, o intestino tem veias), onde evoluem para a fase adulta. Nesses mesmos vasos, ocorre a fecundação, e o ciclo recomeça.

-->Contexto: Segundo a OMS, a esquistossomose é uma doença que afeta mais de 200 milhões de pessoas na América Latina, África e Ásia, provocando aproximadamente 800 mil mortes por ano! Essa doença está em expansão no Brasil, se concentrando na região Nordeste, e também em algumas cidades do Sul e do Sudeste, devido ao elevado índice de pobreza e depredação ambiental nessas regiões.

-->Origem: O esquistossomo (schistosoma mansoni) foi inicialmente trazido da África, e disseminou-se por lagos e rios do país e se espalhou do litoral para o interior do Brasil. È encontrada em maior quantidade no litoral, no interior de Minas Gerais e Bahia, devido às migrações provocadas pelos ciclos de mineração do ouro e dos diamantes, do café e da cana-de-açúcar.

Teníase:

   Como o próprio nome já diz, a teníase é uma infestação causada pelos vermes platelmintos cestódeos, as tênias ou solitárias, para o seu melhor entendimento. Como você já viu, a tênia é um parasita intestinal, e usa o porco como hospedeiro (Taenia solium), ou o boi (Taenia saginata). A tênia é hermafrodita, possui seu corpo formado por anéis ou as famosas proglótides (que possuem os dois sexos), que por sua vez, se fecundam, e as ditas grávidas são expelidas do corpo para as fezes do hospedeiro. Geralmente as proglótides maduras (grávidas) são aquelas mais distantes da região cefálica.



   Então o boi ou o porco se alimenta dessas fezes (é, fique sabendo, dão fezes pra eles comerem), e o suco gástricos destes animais corrói o ovo, liberando o embrião que atravessa a parede do intestino e chega até às correntes sanguíneas, que o transportam para o músculo.

Durante sete a dez semanas, o embrião alojado no músculo transforma-se na larva conhecida como cisticerco. Podemos também nos infectar ao ingerir carne de porco mal cozida e contaminada. Se isto ocorrer, o cisticerco, chegando ao sistema digestório, se rompe liberando uma larva que evolui até a tênia adulta(solitária).

--> Medidas de Prevenção: Para evitar esse animalzinho tão chato e, convenhamos, muito nojento dentro de nós, é necessário essencial que se prepare bem a carne de porco e boi para o consumo, assando, fritando ou cozinhando-as. Mas também o governo tem um papel importante, que é o de fiscalizar as carnes dos matadouros, para que nenhuma das carnes que compremos, esteja contaminada.


  A esponja comercial, usada no banho, é o esqueleto flexível (espongina) de uma esponja marinha com todas as partes vivas retiradas! Elas (as esponjas) produzem toxinas que podem causar dores por peçonhas produzidas pelas espículas das espécies mais perigosas, e que também servem para antiviral, como no caso do AZT, usado no tratamento da AIDS. Como demora muito para crescer, podem viver até 50 anos!

Essas substâncias tóxicas expelidas pelas esponjas, além de defendê-las contra predadoras e infecções microbianas, são vantajosas na competição por espaço no substrato que os poríferos têm com os corais, por exemplo (cnidários), e até outras esponjas, o que permite o rápido crescimento de algumas esponjas.



Outra coisa muito comum no que diz respeito às esponjas é a relação de comensalismo. Esses animais acabam se tornando excelentes refúgios para invertebrados menores e alguns peixes, devido à sua estrutura do corpo. São até essenciais esses refúgios, pois várias espécies dependem dessa proteção na sua fase jovem, caso contrário haveria um desequilíbrio na espécie.


      Os cnidários abrangem um vasto “leque” de espécies, de diferentes tamanhos, com particularidades e estruturas diferentes. Quer um exemplo ? Existem medusas que podem medir de doze milímetros até dois metros de diâmetro, como as do gênero Cyanea, que vivem no oceano Ártico e possuem tentáculos de até trinta metros de comprimento!

   Outras são capazes até de matar um ser humano, como as vespas do mar, que vivem nos oceanos índico e pacífico. 
   Sabia que a hidra se locomove por cambalhotas na água ?! Ou que as medusas comem tanto que algumas que medindo 25 centímetros comem até dez filhotes de salmão por hora !?

   Os corais, ao contrário das anêmonas, que vivem geralmente só, costumam viver em colônia (quase todas as espécies).


   Eles são pólipos, muito pequenos em relação às anêmonas. Simplesmente vão constituindo grandes grupos de colônias, já que se reproduzem assexuadamente por brotamento e os brotos não se separam. E, como cada pólipo constrói ao redor de si um esqueleto geralmente constituído de calcário (carbonato de cálcio), todos os esqueletos acabam se juntando, o que origina uma grande formação calcária de uma só colônia.
O lema deles é a união faz a força, lembre-se disso !
  
Anelídeos:

     Em relação ao filo dos anelídeos, decidimos mostrar algumas curiosidades sobre as minhocas, que arejaram nosso solo antes mesmo de pisarmos nele. Apesar da aparência esses seres por dentro tem toda uma complexidade, e fazem grande importância na agricultura, na pesca (servindo como isca) e na produção de húmus.


Coisa rara: Minhoca bonita

Uma bela espécie de minhoca das Filipinas reluz tonalidades cambiantes de azul-escuro sempre que exposta a incidência de luz. Podemos concluir com isso que, apesar da crença de que as minhocas só são encontradas na cor marrom, ai esta a prova para vocês repensarem o assunto.

Ai meus "ovos"

Os casulos de minhocas podem ser comprimidos sem se danificarem: nas devidas proporções são mais resistentes do que ovos de avestruz. Aposto que dessa você não sabia, não é mesmo ? Bom, então pode acreditar que você não deve ter ouvido da próxima curiosidade.

 



Triângulo amoroso

Essa foto foi tirada de 3 minhocas da espécie Eisenia andrei, que foram flagradas em um acasalamento raro e prolongado que envolveu três indivíduos. Tambem já foram encontradas fotos que contrariam a ciência, mostrando que minhocas podem se autofecundar.


  
    Engraçado como o reino animal pode ser tão vasto e variado. Apenas bastar dar uma pequena olhada nele. Bom, espero que tenham gostado. Fiquem ligados para outras curiosidades ok ?


Bibliografia:

Poríferos:
http://leandrobrito.br.tripod.com/poriferos.html
http://pt.wikipedia.org/wiki/Porifera
http://www.sobiologia.com.br/conteudos/Reinos2/porifero.php
http://www.sobiologia.com.br/conteudos/Reinos2/porifero.php

Cnidários:
http://cnidarios2007.blogspot.com/2007/09/curiosidades.html
http://www.sobiologia.com.br/conteudos/Reinos2/biocnidario.php


Platelmintos:
Livro “Biologia – de olho no mundo do trabalho”, do autor Sídio Machado
http://www.portalsaofrancisco.com.br/alfa/filo-platelmintos/filo-platelmintos-10.php
http://pt.wikipedia.org/wiki/T%C3%AAnia

3 Biocomentários:

Letícia Perez disse...

O blog está bem divertido! Bem dinâmico (de acordo com a linguagem do jovem, atingindo ao público-alvo). E além disso, o mais importante, claro: relatando curiosidades sobre os invertebrados!

Anônimo disse...

Não devia ter lido as curiosidades dos platelmintos, fiquei enjoado. Bom, pelo menos agora vou ter mais cuidado, vlw

Kyara Gabriela disse...

ecaaaa q nojoooooooooooooooo o menino parece q estar gravido

Postar um comentário

 
footer